Hidroterapia

Em março, os acolhidos indicados pela setor de fisioterapia da Casa do Menino, começaram a se beneficiar da Hidroterapia, na nova sede.

Sob a supervisão da professora Lisiane Martins de Lima Cecchini, da UniRitter, são realizados atendimentos uma vez por semana com cada acolhido.

O Fofo participa duas vezes por semana. Atualmente, os acolhidos Klayver, Darlan, Juliana, Vitor e Nicole, são atendidos. 

A terapia está contra indicada para os acolhidos que apresentam: feridas abertas, infecções e inflamações, febre, alergia ao cloro, insuficiência respiratória severa, cardíacos severos e com diminuição importante da capacidade vital.

Segundo a professora Lisiane, são os seguintes os benefícios da hidroterapia: alívio da dor e espasmos musculares; modulação do tônus dos pacientes neurológicos; aumento da amplitude de movimento articular prevenindo as deformidades; melhora da circulação; diminuição de edemas; estímulo ao equilíbrio e à coordenação; fortalecimento muscular; favorecimento do ortostatismo e marcha; promoção do encorajamento às atividades funcionais e vantagens psicológicas.

Esses benefícios são possíveis graças às propriedades físicas da água, como temperatura, empuxo, pressão hidrostática e viscosidade, associadas a técnicas fisioterapêuticas aquáticas.

O atendimento realiza-se da seguinte maneira: o acolhido é preparado pela equipe de enfermagem, que realiza a higiene e colocação de fraldas (existe uma calça plástica colocada por cima da fralda para proteger o ambiente aquático para aqueles pacientes incontinentes).

Os alunos posicionam o paciente na cadeira adaptada para a hidroterapia e é conduzido até o ambiente da piscina. São verificados os sinais vitais. O acolhido é conduzido ao ambiente aquático e inicia-se a sessão que dura em torno de 50 minutos. Retiramos o acolhido da piscina e verificamos sinais vitais finais. O conduzimos até o dormitório onde é entregue aos cuidados da enfermagem para o banho.

Todos os passos são supervisionados pela professora Lisiane ou pela professora Mirelle Hugo.

A atividade faz parte do Estágio III que corresponde ao último estágio da graduação em Fisioterapia da UniRitter.

Imagem Coração
TOPO