Agora temos um Blog! Que este espaço nos permita saber mais sobre a realidade das crianças especiais e sobre histórias de sucesso, de conquistas e de emoção no envolvimento com estes seres de vida tão delicada. Quanto mais sabemos sobre eles, mais os amamos! Colabore! Envie suas sugestões e relatos para comunicacao@casadomenino.org.br!

Ladislau Wilkoszynski

Ladislau Wilkoszynski está na Casa do Menino desde 1985, quando, com sua esposa Iara do Canto Wilkoszynski e mais um grupo de casais da paróquia da Igreja Nossa Senhora da Glória, abraçou a causa da nossa entidade.

Foram muitos os problemas enfrentados naquele momento, após o falecimento do jornalista Fabio Rocco, fundador da Casa.

Desde então, Seu Ladislau e Dona Iara permanecem conectados a tudo o que acontece por aqui.

Ele foi Presidente da entidade quando da construção da Casa atual, por volta de 1992, e grande promotor dessa conquista.

Fez parte de vários conselhos e diretorias que lideraram a Casa do Menino durante seus 33 anos de existência.

Atualmente é membro do Conselho Gestor da nova Obra da Casa do Menino, em fase final de construção.

Sempre marcando sua amável presença nos momentos importantes da história da Instituição, Ladislau é um voluntário muito querido por todos.

É nosso colaborador mais antigo e temos uma grande alegria de contar com sua sabedoria, seu comprometimento com a causa dos nossos acolhidos e pelo carinho que o casal tem para com as questões da entidade.

Ambos armazenam a memória de muitas histórias, conquistas e desafios superados no exercício do voluntariado em uma instituição que demonstram amar.

É uma honra para a Casa do Menino, contar com o comprometimento e lealdade de um voluntário cuja voz é sempre ouvida e levada em conta pelas novas gerações.

Comentários  

# Iara Wilkoszynski 15 de Setembro, 2017 - 17:34
Primeiramente agradecemos as generosas palavras a nós dedicadas!
Eu, pessoalmente exerci alguns cargos diferentes, mas queria falar do período em que fui "Coordenadora da Recepção", auxiliada por várias companheiras, muitas senhoras esposas de pessoal que trabalhava na diretoria e ou função de colaborador... Fazíamos o turno da manhã e o turno da tarde, à escolha de cada uma. Nenhuma discriminação, mas éramos só mulheres. Todas tinham os telefones de todas, e quando não podia comparecer, falava com outra plantonista que pudesse cobrir a falta... (segue)
Responder | Responder com citação | Citar
# Iara Wilkoszynski 15 de Setembro, 2017 - 17:34
Para conhecimento e integração do grupo, mensal ou bimestralmente fazíamos um chá social, na sala de reuniões, com tudo que se tem direito! Toalha de renda (doação recebida) na mesa grande, chá de dois ou três sabores diferentes, torta, salgadinhos, louça completa parelha, guardanapos de papel, tudo pelo mais prático! Como coordenadora já tinha o fornecedor certo que entregava tudo direto no endereço da Casa! Era uma farra! Aquele monte de mulheres conversando, tagarelando, curtindo a presença umas das outras, se conhecendo, fortalecendo laços... (segue)
Responder | Responder com citação | Citar
# Iara Wilkoszynski 15 de Setembro, 2017 - 17:35
Lembro que na época Eleonora Pegorini era Coordenadora dos Voluntários e muitas vezes me ligou perguntando se seu grupo podia se enturmar conosco... Claro!!! Nossa missão era a mesma! Era muito bom, todos adoravam estes encontros! Ao final, fazíamos o rateio dos gastos, e cada uma pagava a sua parte. Da Casa, só gastávamos a água para o chá! Este era ponto de honra, não onerar ... tínhamos receio dos comentários "fazendo festa e Casa pagando..." Não! Por isto todos os cuidados ... Relato este fato também a título de sugestão... é uma prática social mas de grande proveito para união e permanência no trabalho voluntário! As pessoas se encontram, curtem os conhecidos, se abraçam, ficam amigas, se sentem apoiadas...
Abraços!
Responder | Responder com citação | Citar
# Iara Wilkoszynski 15 de Setembro, 2017 - 17:43
Na hora do Chá Social já relatado, fazíamos trabalhos manuais que depois eram vendidos no bazar, também por nós organizado...
Este é um assunto que fica para um 2° capítulo ...
Até breve! Abraços da Iara!
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Digite o captcha abaixo para enviar seu comentário:

Código de segurança
Atualizar

Imagem Coração
TOPO